Blog TV Blogueiro

Acesse o Blog TV Blogueiro e leia opiniões sobre o Avaí e o futebol catarinense.

PARCEIRO DO CLUBE

PARCEIRO DO CLUBE
PARCEIRO DO CLUBE É PARCEIRO DO BLOG

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

ADERINDO A CAMPANHA...

1 Comentário:

Mendonça disse...

Para o jogo de domingo contra o Grêmio, podem esperar, a torcida gaúcha virá em peso, a RBS "sorteará" ingressos e colocará os microfones de ambiente voltados para o setor dos visitantes para captar o som da torcida gaúcha e dizer que eles fazem festa. A PM permitirá que eles (e somente eles) entrem com sinalizadores, papel higiênico e instrumentos musicais. Outras armações, manobras e jogadas publicitárias que a minha pouca inteligência me impede de prever, surgirão inocentes e despretensiosas para nos roubarem nossa Ressacada. E nós? Vamos ficar só olhando, admirando e reclamando depois que a casa foi arrombada? Tá mais do que na cara que a torcida quer reatar o namoro com o time e consolidar o casamento com a elite, o que incomoda muitos abutres. Está constrangedora a alegria estampada na cara de muitos da imprensa quando tripudiam em cima da má fase Avaiana. Quer um exemplo recentíssimo? Numa confusão e briga envolvendo o jogador mais badalado do futebol brasileiro, Marquinhos demonstra maturidade para tentar apaziguar os ânimos, sofre uma pancada, não revida, reclama com sensatez e sem violência, mas a manchete da RBS diz que Marquinhos, ex-Avaí se envolve em confusão com a Polícia. Se me provarem que essa manchete mentirosa não é encomendada para colocar mais uma pedra no caminho do Avaí eu me retrato. Para terminar: Estendi demais meu comentário para sugerir: (a) a redução dos preços dos ingressos para o jogo de domingo contra os gaúchos, (b) a limitação do número de ingressos para os visitantes ao patamar mínimo exigido pela CBF, (c) a eliminação da área mista, (d) a movimentação da diretoria junto aos órgãos competentes no sentido de liberar a entrada de torcedores AVAIANOS com materiais de festa e bandeiras. O momento é de guerra e não de “política externa”. A casa é nossa, o momento ainda não é de festa, os visitantes só serão bem vindos depois que arrumarmos nossa casa, até lá, não passarão de penetras e nossa voz terá que calar a deles.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO